Vitamina C e Vitamina D: dicas para fortalecer a imunidade

Saiba como os benefícios da vitamina C e vitamina D podem ajudar a fortalecer a imunidade.

O corpo sempre está exposto a vários tipos de doença, principalmente em tempos de pandemia da Covid-19. Quando o organismo não está, suficientemente, forte, fica mais predisposto. Saiba como os benefícios da vitamina C e vitamina D podem ajudar a fortalecer a imunidade. 

O que é imunidade?

Imunidade é como o organismo se defende de substâncias estranhas no corpo, causadoras de doenças, como vírus, bactérias e fungos. 

O sistema imunológico é o responsável por esse mecanismo de defesa, que atua por meio de células de defesa, chamadas de glóbulos brancos, e da produção de anticorpos, proteínas produzidas para combater o agente invasor. 

Desta forma, o sistema de defesa consegue manter o corpo em equilíbrio. A imunidade pode ser classificada em dois tipos: 

  • Imunidade inata – nasce com a pessoa e está presente em indivíduos saudáveis;
  • Imunidade adquirida – criada depois de ter contato com algum invasor. 

Vale ressaltar que cada substância estranha gera uma imunidade específica, que não funciona para outras doenças. Por exemplo, a imunidade contra o vírus do sarampo é diferente da imunidade para a bactéria da tuberculose. 

Além de evitar o surgimento ou a progressão de doenças, a imunidade é capaz de identificar/destruir células estranhas, danificadas ou mutantes. Sendo assim, auxilia na prevenção do câncer. 

O que fazer quando a imunidade está baixa?

Doenças crônicas, ansiedade, estresse e hábitos não saudáveis, como exagerar no consumo de alimentos gordurosos e ser sedentário, podem interferir na sua imunidade. 

Gripes e resfriados constantes podem ser indícios de que seu sistema imunológico está enfraquecido. Fique atento a sintomas, como diarreia, náuseas e cansaço excessivo, é sinal de que algo não vai bem no seu corpo. 

Ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos regularmente e manter as doenças crônicas sob controle são fundamentais para o organismo estar protegido, ou seja, combater a baixa imunidade. 

Nutrientes aliados para fortalecer a imunidade

Uma alimentação rica em minerais é muito importante para a imunidade. Zinco, magnésio e selênio, por exemplo, são indispensáveis para fortalecer o sistema imunológico.

Atuam na saúde de diferentes partes do corpo. Conheça as principais propriedades de cada um: 

Zinco – presente em todos os tipos de carne, principalmente na vermelha, em cereais integrais, castanhas, sementes, leguminosas e no açaí, ajuda a curar resfriados, gripes e outras doenças. 

Magnésio – atua na melhora da saúde do coração. Pode ser encontrado em leguminosas (feijão, ervilha e grão-de-bico), oleaginosas (nozes, amêndoas, castanhas), folhas (alface, acelga e agrião) e frutas, como graviola e açaí. 

Selênio – presente em alimentos, como castanha do Pará, arroz integral e ovos, tem ação antioxidante. Melhora a imunidade e acelera a cicatrização do organismo. 

Esses nutrientes podem ser facilmente encontrados em uma dieta equilibrada, mas também é essencial se manter hidratado. 

Os benefícios das vitaminas C, vitamina D e vitamina A

Além de abundante em minerais, a alimentação também deve ser rica em vitaminas, como C, D e A, pois têm relação direta com a imunidade. Veja os benefícios de cada uma: 

Vitamina C – excelente antioxidante, potencializa a resistência do organismo, principalmente no caso de doenças virais. Pode ser encontrada em frutas cítricas, como laranja, limão, acerola, abacaxi e maracujá. 

Vitamina D – além de ser uma grande aliada do sistema imunológico, ajuda a diminuir problemas respiratórios. Pode ser absorvida por meio de raios solares, ingestão de óleos de fígado de peixes e alimentos derivados do leite, como manteiga e queijos.

Vitamina A – com ação antioxidante, melhora a imunidade, combate o envelhecimento e as doenças cardiovasculares. Está presente em alimentos, como queijos e gema de ovo, frutas e vegetais de cor laranja. Mamão, manga, abóbora e cenoura, por exemplo. 

Dose de vitaminas recomendada por dia 

O corpo necessita de uma dosagem diária de vitaminas para estar em equilíbrio, ou seja, em perfeito funcionamento. Esse tipo de nutriente está relacionado a uma série de funções corporais, como a imunidade e as doses recomendadas são específicas, variando caso a caso, 

Muitas vezes, mesmo consumindo essas Vitaminas na alimentação não é possível atingir a dose recomendada por dia, devido a alguma dificuldade de absorção do organismo. Por isso são usadas suplementação de vitaminas.

O que dificulta a absorção de vitaminas? 

Conforme já visto, as vitaminas C, D e A são facilmente encontradas na natureza e podem ser consumidas por meio da alimentação e de hábitos saudáveis. 

No entanto, em alguns casos, pode haver uma baixa absorção, que pode ser causada pela falta ou baixo consumo de alguns alimentos ou por um problema de saúde, por exemplo. Sendo assim, pode ser necessário fazer a suplementação de vitaminas. 

Em meio a pandemia da Covid-19, muitas pessoas não podem pegar sol, uma das fontes de absorção da vitamina D, devido ao isolamento social imposto para conter a doença. E, por isso, estão fazendo a ingestão indiscriminada do nutriente, mas isso não é recomendado. 

Vitaminas em excesso podem gerar intoxicação e causar desde problemas de saúde leves, como pele seca e fissuras nos lábios, a sinais e sintomas mais graves, como tontura, pressão alta, lesões no fígado e nos rins. Lembre-se: o corpo deve estar em equilíbrio, nem mais nem menos. 

Atenção! Nunca se automedique. Somente o médico é capaz de diagnosticar essa deficiência no organismo por meio de exames laboratoriais. A partir do resultado, o profissional poderá indicar, se for necessário, a suplementação adequada para o caso. 

Dicas para fortalecer a imunidade

Como você já sabe todos os benefícios que as vitaminas e os minerais podem proporcionar a sua imunidade, é fundamental botar em prática hábitos saudáveis para estar protegido. 

Tenha uma alimentação balanceada – invista em alimentos ricos em vitaminas e minerais. Consuma bastante frutas e vegetais. Busque a orientação de um nutricionista, principalmente se tiver alguma doença crônica, como diabetes e pressão alta. 

Pratique exercícios físicos – procure fazer alguma atividade que você goste, como natação ou dança, para que seja algo prazeroso. Uma simples caminhada já pode ser o suficiente. Devido à pandemia, adapte os exercícios para sua casa. No caso de atividade ao ar livre, tome todos os cuidados necessários, como o uso de máscara e o distanciamento social. Não se esqueça de consultar o médico antes de começar qualquer prática. 

Beba bastante água – a água tem papel importante no funcionamento do corpo, por isso, é vital para as células do sistema imunológico. A ingestão de líquidos elimina impurezas do organismo e ajuda a prevenir doenças. Não deixe para beber água somente quando sentir sede. O ideal é se hidratar várias vezes e consumir pelo menos dois litros de água por dia. 

Cuide do seu sono – dormir bem é essencial para que diversos fatores do organismo funcionem corretamente. O corpo precisa de um período de descanso para repor as energias e processar todas as informações recebidas ao longo do dia, por exemplo. A privação do sono está diretamente ligada à imunidade baixa. Portanto, é recomendado dormir no mínimo de 6 a 8 horas. 

Faça uma higiene mental – o estresse pode impedir que células do seu corpo funcionem corretamente e dar espaço para o surgimento de doenças, assim como alimentação desregrada e sono desregulado. Procure se desligar por um período do trabalho e de outras responsabilidades e faça um bem a você. Leia, ouça música, medite e pratique algum hobby, por exemplo. Durante a pandemia, essas atividades são ainda mais importantes. 

Tome sol – além de ser saudável, tomar sol é uma das formas de absorver a vitamina D. Expor parte da pele ao sol, sem proteção, por 10 a 20 minutos, diariamente ou a cada dois dias é o suficiente. Você pode caminhar com os braços e pernas descobertos ou até ficar na janela do seu apartamento. Procure se expor em horários em que o sol está mais brando, no início da manhã ou fim da tarde. Evite excessos – não é necessário se privar de nada para fortalecer a imunidade. Você não precisa deixar de comer alimentos mais gordurosos, como doces, pizzas e sorvete, mas é preciso saber dosar, não pode exagerar. Nada em excesso é bom, isso também vale para os exercícios físicos. Faça tudo no seu tempo, sem se exaurir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: